top of page

Imperdível: As melhores séries para assistir

Fran Borges


Quem resiste a uma boa série? Romance histórico, horror/mistério e comédia adolescente todas com representatividade LBTQPIA+

Quem resiste a uma boa série? Eu não. E assim como nos livros, eu assisto séries de todos os gêneros e algumas se tornam muito especiais. Por isso quero compartilhar com vocês três séries que assisti nos últimos meses que eu amei. Temos por aqui romance histórico, horror/fantasia/mistério e comédia adolescente.


Rainha Charlotte, uma história de Bridgerton é uma ficção histórica romanceada, pois de fato existiram uma rainha Charlotte e um rei George. Não é segredo para ninguém que eu adoro os Bridgerton, já li todos os livros e amei a série, mesmo com algumas ressalvas. Quando anunciaram o spin-off confesso que fiquei com o pé atrás, mas não deveria.


A série é linda, tem um roteiro fechadinho que te encanta do início ao fim. Mais uma vez a equipe de Bridgerton é certeira na escolha do elenco, sério todos os atores são perfeitos para os papéis. A química do casal principal é maravilhosa, sendo impossível não torcer por eles. Tem um outro casal muito especial, que não vou mencionar aqui, pois fui pega de surpresa e fiquei encantada e desejo a mesma experiências para vocês. Figurino e trilha sonora mais uma vez impecáveis.



E o final, meus amigos, o final vai te pegar com lenço na mão. A série consegue ser divertida, romântica, caliente, tratar de temas profundos da sociedade e ainda de comover de uma maneira genuína. Se trata de uma minissérie, então tem apenas uma temporada e já está completa na netflix.




Yellowjackets é uma série com protagonismo feminino que você não está muito acostumado a ver. A série traz um grupo de futebol do ensino médio dos anos 90 que em uma viagem para disputar a final do campeonato o avião cai no meio do nada e essas meninas precisam sobreviver ali. Ao mesmo tempo, você acompanha as mulheres que sobreviveram nos dias atuais, convivendo com seus traumas.


Entre passado e presente, a série discute maternidade de uma forma não romantizada, a raiva das mulheres que cresceram nos anos 90, não existe ninguém bom ou mal e ainda que você saiba das características um tanto quanto, sociopata, de algumas delas, você vai torcer por elas.


Um elenco maravilhoso e muito bem escolhido que traz Christina Ricci, Juliette Lewis e Melanie Lynskey liderando o elenco adulto. Os dois núcleos são incríveis e a forma como eles alternam passado e presente é muito orgânico. Tem mistério, quem sobrevive e como sobrevive, enquanto discute questões femininas de uma forma que estava fazendo falta.



A série tem duas temporadas completas e já foi renovada para a terceira temporada. Você encontra na Paramount. Assine por 7 dias gratuitos e veja porque vale muito a pena. Quem me acompanha no insta sabe que estou apaixonada.




Eu Nunca chegou na sua quarta e última temporada essa semana e só o que posso dizer que amei do início ao fim. Uma comédia adolescente inteligente, leve e divertida que ao mesmo tempo tempo que te deixa feliz consegue falar de temas como luto, relações de família, saúde mental e sexualidade.


Apesar dos clichês, ela nunca subestima a inteligência do seu público, e um clichê bem desenvolvido é sempre maravilhoso. Eu amo.


Além disso, acreditem se quiser, aqui existe um triângulo amoroso que faz sentido e que acrescenta na vida dos três personagens. Todos os personagens são complexos e tem seus arcos muito bem desenvolvidos.


Destaco aqui o arco da personagem principal, a Devi, que começa a série enfrentando o luto pela perda do pai enquanto precisa lidar com ensino médio, amizades, romance e seu futuro. A evolução da personagem, sua jornada é uma delícia de acompanhar.



Destaco também o núcleo familiar da Devi, uma família indiana composta por quatro gerações de mulheres sua avó, sua mãe e sua prima. É sensacional acompanhar os problemas de cada uma, além de ter um pouco da cultura indiana e aquela sensação de não pertencimento.


A série está completa na neflix.



Aproveitando o mês do orgulho, preciso salientar aqui que todas as séries tem representatividade LGBTQPIA+.


E você, alguma série incrível para me indicar? Deixa a dica.


 




コメント


bottom of page