top of page

Crônica Feminista - Mulher de 40+ Episódio 1: O que eu esperava?

Fran Borges


Cheguei aos 40 anos, mas o que eu esperava? Uma série de crônicas feministas sobre uma mulher de 40+



Quando eu tinha catorze anos ou menos eu achava qualquer pessoa com mais de trinta velha, então acho que eu nem pensava o que seria uma mulher de quarenta anos.


Acho que nós estamos no limbo para a sociedade, porque não nos chamam de jovens, mas tão pouco de velhas. Ao menos não na nossa cara, mas poderiam. Sabem o que mais? Eu quero ser velha e ter o direito de curtir isso.


Eu carrego em mim um pouco de todas as mulheres que já fui e que sou. Muitas vezes sinto a empolgação e a insegurança da menina, logo depois o poder, a coragem e a segurança da mulher e em seguida a sabedoria e a força da anciã.



mulher entre as árvores de olhos fechados

Quando cheguei aos quarenta eu estava melhor do que nos trinta anos. Com trinta anos eu não sabia muito bem quem eu era e para onde iria. Hoje com 42 anos eu estou bem melhor nesse caminho.


Os quarenta anos me trouxe uma tranquilidade que eu sempre busquei, ainda tem muito chão para percorrer, porque estou viva e quero estar de fato viva.


Se eu encontrasse a Fran de vinte e cinco anos eu teria algumas dicas para ela:


1 - Leia O Segundo Sexo de Simone de Beauvoir de uma vez, mesmo que você não entenda tudo, as perguntas que vão ficar com você vão mudar sua vida.


2 - Não tenha medo do feminismo, você é feminista, mas ainda não sabe. Você vai perceber que não tem culpa da maioria das coisas que todos ao seu redor te culpam.


3 - Faça exercício físico, acima de tudo porque faz bem para a mente, além de trazer qualidade de vida.


4 - Vão te criticar como mulher seja qual for a opção que você escolha, em qualquer coisa na sua vida, então busque o autoconhecimento e escolha por você.


5 - Não tenha medo dos quarenta anos, você vai se sentir bem e talvez, como eu, melhor do que em qualquer época da sua vida.




Mas, nem tudo são flores, vão ter dias que você vai acordar se sentindo feia, velha e vai abrir as redes sociais e se sentir o pior ser da face da terra, mas isso passa. E outra coisa que aprendi é que você acorda assim, sendo mulher, em qualquer fase da vida. Então respira, se reconecta, tenha um momento só para você.


Mulheres de 40+ será uma série de crônicas onde quero compartilhar com vocês minhas vivências, dúvidas e tudo que tenho feito na última década da minha vida para me sentir melhor e tentar passar pela pressão que a sociedade nos impõe, principalmente nessa nova fase.


 



Comentarios


bottom of page